O português dificilmente pode ser considerado na Galiza como umha língua estrangeira, a menos que extrapolemos ao campo filológico os conceitos políticos

“O português na Galiza”, em Letras galegas, 1984, AGAL, p. 21.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Este sítio web utiliza 'cookies' próprias e de outrem. Ao premir aceitar, concordas com isto.